Ageman cobra esclarecimentos da Águas de Manaus sobre rompimento de adutora na zona Leste

A Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados do Município de Manaus (Ageman) deu prazo de sete dias para que a empresa Águas de Manaus preste informações a respeito das causas do rompimento da adutora de 500 mm ocorrido na última quinta-feira, 13 de outubro, no bairro Gilberto Mestrinho, na zona leste de Manaus.

Conforme relatório técnico elaborado pela equipe da Ageman que esteve no local do incidente, o fato gerou desabastecimento e alagou vários imóveis localizados nas ruas Fortaleza e Londres.

A concessionária providenciou o reparo da adutora no mesmo dia e acionou seguros e garantias para atender aos moradores prejudicados com a inundação.

Na notificação encaminhada à concessionária, a agência reguladora destaca que em fevereiro de 2018 ocorreu um caso semelhante e na mesma localidade.

O diretor-presidente da Ageman, Elson Ferreira, disse que vai aguardar as informações que deverão ser repassadas pela concessionária para posteriormente em conjunto com a Diretoria da área de saneamento avaliar as futuras providências em relação à empresa, sobretudo porque trata-se de reincidência dos fatos.

“Estivemos no local e verificamos que se trata de um fato que está ocorrendo pela segunda vez na mesma adutora. Vamos aguardar as informações que a empresa irá prestar e iremos analisar com base no contrato de concessão quais providências futuras serão tomadas. Mesmo que a empresa tenha agido de forma imediata para conter os transtornos, houve o dano novamente”, disse o presidente.

Texto: Tereza Teófilo – Ageman

Fotos: Divulgação Ageman

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *